Quanto devo cobrar pelos meus serviços de estética?
Quanto devo cobrar pelos meus serviços de estética?
Posted by

Quanto devo cobrar pelos meus serviços de estética?

 

Determinar o valor dos serviços de estética pode não ser uma tarefa muito fácil, já que fica sempre a dúvida se está cobrando caro ou muito barato. Na verdade o que se nota na prática é que muitas clínicas de estética e profissionais autônomos acabam formando seus preços de forma aleatória e adaptando-os de acordo com os resultados, muitas vezes depois de terem prejuízo ou perderem clientes. Por outro lado, tomar como base apenas a concorrência pode se tornar um tiro no pé, já que o outro pode ter uma demanda bem maior ou custos menores que justifiquem e viabilizem preços mais baixos.

Mas então, quanto devo cobrar pelos meus serviços de estética?

Formação do preço de venda, uma questão complicada

É bom lembrar que o preço de venda deve englobar todos os custos empresariais sob o risco de o empreendedor levar prejuízo mesmo achando que está tendo um ótimo lucro. A questão se torna complicada na medida em que ela raramente é abordada nos cursos de estética, mesmo para quem é graduado no segmento mas pouco ou nenhum contato tem com os assuntos sobre gestão, administração, contabilidade ou finanças. Além disso, o preço de venda de serviços de estética deve estar embutido em todos os serviços e produtos, o que, muitas vezes, o torna superior ao praticado pelo mercado em geral. Neste caso é preciso usar estratégias de diferenciação para justificar os valores ao cliente.

Custo de aquisição + lucro desejado = preço

A fórmula parece fácil, mas é também bastante comum o profissional de estética esquecer que o custo do tratamento estético deve abranger todos os gatos da clínica, tanto fixos, quanto variáveis e também os não operacionais. Neste caso, entenda-se por custos fixos todas as despesas de funcionamento da clínica, como o pró-labore, os salários da equipe, tarifas de água, luz, telefone, internet, prestadores de serviço e equipamentos. Os variáveis são as comissões da equipe, os suprimentos e o custo dos materiais, por exemplo, enquanto nos não operacionais encaixam-se os investimentos e despesas de ordem comercial (publicidade, marketing, assessoria de imprensa). Se você já utiliza um sistema de estética para administrar sua clínica, essa tarefa será muito mais simples, bastando coletar as informações no financeiro.

É interessante observar os preços de tratamentos de estética praticados pelo concorrente? Sim, claro, principalmente como referência na hora de determinar sua margem de lucro, mas o principal para a formação de preço, além de não ter prejuízo, é o processo de convencimento do cliente. É ele quem, na realidade, determinará se o preço cobrado estará sendo justo ou não.

Os pacotes de serviço são uma ótima forma de fidelização de clientes através de sessões programadas semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente, sendo possível ainda fazer descontos e parcelamentos de forma a facilitar sua compra. Para a formação de preço do pacote de estética deve-se levar em conta a qualidade dos produtos utilizados, o grau de especialização exigido do profissional e se será ou não domiciliar (sendo cobrado o valor do deslocamento em relação à distância percorrida), por exemplo, e até o tipo de ambiente e de imóvel em que a clínica está localizada, como bairros nobres que têm aluguéis mais caros, e até o glamour do local.

Saiba reduzir o impacto do preço

Algumas dicas podem ajudar bastante na hora de reduzir o impacto do preço no cliente:Mostre sua capacitação – Cópias de certificados e diplomas no local de atendimento criam uma sensação psicológica no cliente de valorização do profissional e reconhecimento da sua formação.

  • Higiene também conta pontos – Um ambiente impecavelmente limpo com todos os protocolos de higienização seguidos à risca também valoriza o seu serviço.
  • Evite descontos – Se o cliente pedir, evite os descontos financeiros, preferindo oferecer alguma vantagem em serviços, como mais sessões ou um serviço extra. Leitura adicional nest post: Aprenda dizer não para o seu cliente de estética
  • Ofereça brindes – O cliente sempre gosta de saber que está conseguindo alguma vantagem, então ofereça um brinde ou algum serviço gratuito espontaneamente.
  • Seja firme – Na hora de dar o preço, faça-o de forma delicada mas firme, sem demonstrar margens para barganha.

Fonte: http://www.gestaodeestetica.com/quanto-devo-cobrar-pelos-meus-servicos-de-estetica/

 

Comments

comments

0 Comentários desativados em Quanto devo cobrar pelos meus serviços de estética? 1571 28 abril, 2017 Financeiro e Contábil abril 28, 2017

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisar

Parceiros

Cursos

Facebook