Arquitetura em Espaços de Beleza
Arquitetura em Espaços de Beleza
Posted by

Arquitetura em Espaços de Beleza

O mercado de beleza e estética é, sem dúvida, promissor e está em ascensão. Boa parte dos profissionais que presta serviços para esse setor almejam algum dia ter o seu próprio negócio.

Gostaria de dar algumas dicas com a visão de profissional atuante no segmento há alguns anos.

Escolha do local

Ao procurar um imóvel para seu negócio, consulte inicialmente a Prefeitura de sua cidade para averiguar a conformidade deste com a Lei de Zoneamento. Verifique se a atividade a ser instalada é permitida naquele lugar e se não existe algum impedimento legal relativo à restrição comercial etc. Verifique qual o público deseja atender, se o local oferece estacionamento e demais comodidades de serviços, caso pretenda instalar o negócio em locais de fácil acesso. Em bairros nobres, o estacionamento é fundamental. Se você for instalar seu negócio próximo a locais de grande circulação, como terminais de ônibus, metrô, o estacionamento passa a ser um item secundário.

Diante da consulta à Prefeitura local e em relação à viabilidade do negócio, é hora de pensar inicialmente no projeto. Sabemos que a maioria dos espaços é originada por meio de imóveis existentes: casas antigas, imóveis comerciais etc. Vale a pena antes de alugar, fazer uma consultoria ao arquiteto, que poderá avaliar se o local e a construção atenderão às necessidades da nova empresa.

No projeto, o profissional encontrará a melhor solução espacial, quais paredes devem ser mantidas, quais sairão para integrar os ambientes, enfim, consulte sempre o profissional para averiguar as condições estruturais do edifício ao demolir paredes. Paralelamente ao desenvolvimento do projeto de arquitetura, é fundamental dar uma checada no estado das instalações elétricas e hidráulicas.

Durante a obra, dependendo da situação do imóvel, é necessária a troca de toda a fiação, bem como elaboração de um projeto específico para o funcionamento de equipamentos, como: secadores de cabelo, ar-condicionado, estufas de esterilização, banheiras e ofurôs, enfim, todas as estruturas de instalação elétrica e hidráulica necessárias para o funcionamento.

Pense nas instalações. Procure saber se o imóvel possui abastecimento de gás fornecido pela companhia municipal. Nesse caso, é interessante utilizar esse recurso para alimentação de chuveiros, lavatório e banheiras, visando à economia de energia. O sistema de captação solar é interessante também, e em muitos municípios brasileiros é obrigatório contar com esse tipo de alternativa energética, além do sistema elétrico.

Acessibilidade

De acordo com a NBR 9050, todo o projeto deve ser desenvolvido visando à acessibilidade, ou seja, oferecer a pessoas portadoras de deficiências físicas, gestantes, idosos, obesos etc. o acesso ao ambiente com conforto.

O profissional deve projetar seu negócio levando todos esses fatores em consideração, bem como aplicando os procedimentos da devida lei, que envolvem rampas e acessos compatíveis (caso o imóvel possua desnível), banheiros com dimensão correta e barras de apoio laterais, pisos antiderrapantes, corrimão, sinalização tátil visual e sonora, entre outros. São elementos necessários para projetos de acessibilidade e para melhoria de condições da população. Por ser uma lei federal,o arquiteto deverá projetar o espaço com base na referida legislação.

Após o projeto aprovado é hora de planejar a obra. Uma obra organizada é certeza de um bom andamento de serviços até sua finalização.

Contrate um profissional para organizar sua obra

Inicialmente, devemos fazer um levantamento de custos: quanto pretendemos gastar com a construção ou reforma. Em seguida, um cronograma deverá ser elaborado para o planejamento dos serviços. O cronograma físico financeiro é também fundamental para planejar a obra, definindo os serviços a serem executados e os desembolsos mensais.

Exija contrato de mão de obra para evitar futuros problemas com o andamento das obras. Documente todas as etapas por meio de fotos, se possível.

No decorrer da obra é interessante começar a programação do mobiliário. Fique atento aos prazos. Itens que dependem de marcenaria precisam de um tempo maior para serem produzidos e entregues. Nessa fase, as decisões implicam definir se os móveis fixos, como mesas e cadeiras para recepção, além de armários etc., serão desenhados e fabricados pela marcenaria, ou se serão comprados em lojas especializadas.
A escolha dos móveis também deve ser feita no momento certo. Fique atento aos prazos que as lojas estabelecem. Encomende sempre com antecedência para evitar atrasos na entrega.

INTEGRAÇÃO DOS AMBIENTES

Um projeto bem elaborado deve aliar, além de beleza, funcionalidade.

Na escolha de pisos, opte por modelos antiderrapantes, impermeáveis e resistentes, visando durabilidade e funcionalidade do seu espaço.

Se o seu ambiente é muito pequeno, utilize pisos claros e trabalhe bem com espelhos em locais estratégicos para oferecer uma melhor amplitude e sensação visual agradável. Procure deixar a área de lavatórios em um local isolado e privativo, a fim de oferecer maior conforto e privacidade para seus clientes.

Lavatórios

Crie uma atmosfera acolhedora com luzes indiretas para proporcionar relaxamento aos clientes. Vale a pena investir em um som ambiente nesse espaço, de modo a oferecer um conforto diferenciado para os clientes.

Na escolha da cor do mobiliário, vale sempre pensar em uma combinação com os tons de pisos e paredes, mas é preciso também se preocupar com a manutenção. Em determinados ambientes, pisos claros com cadeiras e poltronas escuras fazem uma combinação interessante. As poltronas estão sujeitas, além do acúmulo de sujeira, a manchas de tintas acidentais ocorridas nos tratamentos estéticos e capilares. Procure utilizar tecidos de fácil manutenção ou escuros, que não mostram tanto as sujidades. A cor branca pode ser utilizada, mas precisará de limpeza constante.

Sala de estética 

Procure utilizar pisos claros que transmitam uma sensação de salubridade para o ambiente.

Veja a possibilidade de uma revisão nas instalações elétricas nesse ambiente, pois com a utilização de alguns equipamentos, a sala precisará ser adaptada de acordo com a necessidade. Muitos imóveis não possuem estrutura necessária para os equipamentos.

Na iluminação, procure criar dois ambientes: um com maior luminosidade para um trabalho preciso da profissional esteticista e outro com uma iluminação mais indireta para utilização terapêutica e relaxamento dos clientes. O ideal é investir no projeto de iluminação e trabalhar com mais circuitos, criando cenários diferenciados.

Sala da noiva

A sala da noiva é um recurso interessante, caso o seu estabelecimento possua um espaço disponível para essa finalidade. Uma sala bem projetada agrega conforto e proporciona um ótimo recurso financeiro. Na orientação dos meus projetos, procuro tornar a sala de estética multifuncional, ou seja, ela atende noivas e noivos no final de semana e também pode ser utilizada para tratamentos de estética e saúde. A sala deve possuir todo o conforto necessário. Se possível uma suíte ou um banheiro próximo.

O conforto para os acompanhantes da noiva também é importante.A noiva recebe apoio profissional e precisa da companhia de familiares naquele momento.

Fachada

Um projeto bem elaborado deverá prever uma fachada que reflita o espaço interno. Muitos proprietários de estabelecimentos do gênero estão focados no ambiente interno, mas acabam deixando o tratamento estético da fachada para segundo plano. O resultado é uma falta de identificação do interior do espaço com o exterior.

A maioria dos imóveis faz parte de outra categoria de uso. O profissional arquiteto deverá usar recursos para criar uma certa identidade para o local. Mudanças em revestimentos podem trazer um toque especial para personalizar o ambiente. Alguns municípios possuem restrições relativas à comunicação visual, dimensões dos letreiros do estabelecimento etc. Para contornarmos essa situação, além de ser necessário o atendimento à legislação, devemos fazer uso de alguns recursos que possam enriquecer o espaço, como uma pintura em cor diferenciada, que esteja relacionada ao espaço do salão interno. Um recurso que ainda precisa ser mais explorado é a iluminação da fachada e do seu entorno, como, por exemplo, uma árvore, um muro lateral, uma vitrine de produtos na fachada, uma composição de iluminação com um jardim. São recursos fundamentais para enriquecer o seu negócio e atrair mais clientes.

André Giannoni é arquiteto especializado em projetos de espaços de beleza, estética e saúde. E-mail: andre@andregiannoni.com.br – www.andregiannoni.com.br

Comments

comments

0 Comentários desativados em Arquitetura em Espaços de Beleza 2292 04 março, 2016 André Giannoni, Arquitetura março 4, 2016
André Giannoni

About the author

André Giannoni é arquiteto especializado em projetos de espaços de beleza, estética e saúde. Atuou em empresas do ramo de mobiliário para salões e estética. Atualmente, possui escritório em São Paulo e desenvolvendo projetos e fiscalização de obras para as áreas comerciais e residenciais. andre@andregiannoni.com.br www.andregiannoni.com.br

View all articles by André Giannoni

Pesquisar

Parceiros

Cursos

Facebook